Exposição Restos, por Kapel Furman

O cinema é uma arte composta de quadros efêmeros que registra momentos paradoxalmente imortalizando-os em suas sequencias. Por mais que a câmera registre em seus frames apenas a cena à sua frente, fantasmas de sua construção persistem, em sua maioria se mantêm desconhecidos de seu público. Esses fantasmas são os elementos, humanos e materiais, que construíram cada cena de cada filme, aspectos que desaparecem no momento em que a obra se concretiza como uma, a sua realização dá espaço para a forma do conteúdo.

RESTOS são fragmentos desses momentos que não existem mais no plano concreto. Desapropriados de seu momento são transferidos para uma mídia estática, ainda que a ilusão cinética permaneça.

As partes de RESTOS refletem divergências, discordâncias e erros do autor, Kapel Furman, dentre os 55 longas em que trabalhou desde 1998 realizando os efeitos especiais, de certa forma congelando instâncias em que as visões da obra “cinema” foram contraditórias, se tornando estáticas nos 8 painéis que compõem Restos.

A exposição, que é inédita, estará disponível entre os dias 19 de maio e 04 de junho na Cinemateca Capitólio Petrobrás, de terças a sextas-feiras das 9h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h.

Sobre Kapel Furman

Kapel Furman é conhecido há anos do público do Fantaspoa: esteve em todas as edições do festival desde 2011, quando montou a exposição “Ketchup-Blowup” e estreou seu incrível longa-metragem “Pólvora Negra”, antes de mostrá-lo para audiências entusiasmadas no Fantastic Fest e no Festival Buenos Aires Rojo Sangre (onde ganhou prêmio de público de melhor filme).

Homem de múltiplos talentos, no ano seguinte participou como ator do premiado curta-metragem “Os Desalmados”, dirigido por Raphael Borghi; para, em 2013, exibir seu curta “S.W. Metaxu- Seq.01”.

Em 2014, juntamente com Rapahel Borghi e Armando Fonseca, veio ao Fantaspoa mostrar dois episódios do até então inédito Cinelab, reality show que mostra o trio se aventurando para filmar grandes efeitos especiais com pouquíssimo dinheiro.

Seu segundo longa-metragem, “A Percepção do Medo”, dirigido em conjunto com Armando Fonseca e que conta com a Fantaspoa Produções como uma das produtoras, foi apresentado em première mundial aqui no 11º Fantaspoa – edição na qual Kapel também fez parte do júri oficial; organizou a exposição “A Percepção do Medo”; e ministrou a palestra “Sangue e Cinema: Efeitos Especiais no Cinema Independente”.

Além de participar de quase todos os Fantaspoas, Kapel utiliza suas diversas habilidades e sua incrível força criativa em muitos trabalhos, o que o permite, hoje, ostentar um currículo que poucos profissionais de cinema no Brasil têm. Nós, do Fantaspoa, temos imenso orgulho de ter escrito uma linda história com a presença tão marcante desse artista sábio e sereno, o nosso samurai Kapel.


    Fatal error: Call to a member function pegaId() on a non-object in /home/fantaspoa/www/2017/includes/filmes.miniaturas.php on line 18