Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre
     
Atividades Paralelas | Workshop de roteiro, direção e produção »
 

O workshop será dividido em dois momentos.

No primeiro final de semana (04 e 05 de julho), os alunos irão assistir a um workshop de roteiro ministrado por Fernando Mantelli (mais informações sobre o ministrante e o workshop logo abaixo), com duração de 06 horas. Os participantes interessados deverão enviar um roteiro de um curta até a noite de 07 de julho.

No segundo final de semana (11 e 12 de julho), os alunos irão assistir a um workshop de produção e direção SOMENTE no dia 11 de julho, com 06 horas de duração, com o diretor e produtor argentino Hernán Findling e com o diretor e produtor neo-zelândes David Blyth (mais informações sobre os ministrantes e o workshop logo abaixo).

No dia 12 de julho, a turma será dividida em dois grupos e cada grupo irá filmar um curta metragem. Esse material será editado por dois profissionais ao longo da semana seguinte e os curtas resultantes serão apresentados no final do festival (na noite de 18 de julho, na sala P.F. Gastal).

O investimento total do worshop é de R$200,00 (duzentos reais). O curso irá ocorrer na Sala P. F. Gastal, da Usina do Gasômetro.

FERNANDO MANTELLI
Porto-alegrense, publicitário, escritor e cineasta. É professor de roteiro e direção no curso de Realização Audiovisual da Unisinos.

Como escritor, publicou dois livros de contos, “Feliz Fim do Mundo” (Prêmio Açorianos 2000) e “Raiva nos Raios do Sol” (2008), além de participar em duas coletâneas de contos fantásticos (Ficção de Polpa 1 & 3).

Como cineasta, já dirigiu 14 filmes de curta e média metragem para o cinema e televisão, na sua maioria absoluta do gênero fantástico, entre eles, “Drop out”, “Blecaute”, “As Flores do Mal”, “A Próxima Geração”, “Sintomas”, “O Canibal de Erechim”, “O Desvio”, “Sangue na Lua” e o terror ainda inédito “Quiropterofobia”.

DAVID BLYTH
Nasceu em Auckland, Nova Zelândia. Tem formação em artes e finalizou seu primeiro filme experimental, “Circadian Rhythms”, em 1976.

Em 1978, dirigiu “Angel Mine”, o primeiro longa-metragem patrocinado pela New Zealand Film Commission. Em 1984, dirigiu “Guerra para Morte” (“Death Warmed Up”), o primeiro filme comercial de horror neo-zeolandês da história, que alcançou sucesso mundial.

Com o sucesso cult de “Guerra para Morte”, Blyth foi convidado para dirigir filmes nos Estados Unidos. Mudou-se para Los Angeles e se envolveu em diversos projetos, incluindo “Red Blooded American Girl”, “Hot Blooded” e a popular série de TV “Mighty Morphin Power Rangers”.

Posteriormente, voltou a fazer longas na Nova Zelândia e dirigiu “Grampire” e “Exposure”.

Foi nesse momento que ele começou a trabalhar como tutor em direção na South Seas Film School, Auckland, profissão na qual seguiu durante 13 anos.

Nos últimos anos dirigiu diversos documentários, incluindo “Our Oldest Soldier”, “Age of Aquariums”, Amarrados por Prazer (“Bound for Pleasure”) e “Noites Transfiguradas” (“Transfigured Nights”). Todos fizeram sucesso em festivais ao redor do mundo.

David está atualmente escrevendo o roteiro de seu novo longa-metragem de horror, “Wound”.

HERNÁN FINDLING
Hernán teve seus filmes exibidos em uma série de festivais. O currículo de Hernán, entre outros tantos, inclui os seguintes trabalhos: produtor executivo do filme “Negro Buenos Aires”, produtor executivo e associado do filme “La extranjera”, diretor e produtor executivo do filme “Breaking Nikki”, produtor executivo e associado do filme “Visitante de Inverno”, diretor, roteirista e produtor do filme “Causa Efecto”, e co-produtor e agente de produção de “Deixados para Morrer” (“Left for Dead”), dirigido por Albert Pyun.

O workshop de roteiro abordará os seguintes tópicos

Os princípios básicos da história
Premissa e tema
Unidade
Teoria do conflito
Estrutura
Criação e desenvolvimento de personagens
Ponto de vista
Manipulação do tempo
Preparação e conseqüência
Pista e recompensa
Ação e atividade
Diálogos
Linguagem visual
Formatação de roteiro cinematográfico
Particularidades de forma e estrutura em roteiros de gênero

Referente à Produção, os seguintes tópicos serão abordados:
Idéia da história
Desenvolvimento de roteiro
Quebra de Roteiro
Timings
Shot List
Reconhecimento de locações
Elenco
Agenda de filmagem
Storyboards
Dublês
Efeitos especiais
Som/música
Seleção de equipe
Equipamento
Custos

Referente à Direção, os seguintes tópicos serão abordados:
Quebra de Roteiro
Timings
Ensaios
Shot List
Linguagem Fílmica
Cobertura de filmagem
Dirigindo atores
Dirigindo Equipes
Continuidade
Chamadas básicas do SET
Entradas e saídas
Direção de tela
Pós-Produção
Marketing
Divulgação pela internet
Festivais
Distribuição
« Voltar
 
Filmes de A-Z
Selecione por sala
Sala PF Gastal Santander Cultural
Norberto Lubisco Cine Bancários
 
Enviar Email
Produzido por PortoCultura.com.br